Jogo de Xadrez Multiplayer - Chess Free Multiplayer (Net Blitz II)

- domingo, 26 de julho de 2009
Este é um xadrez multiplayer que permite você jogar pela Internet. Também permite você jogar uma variação do xadrez, o BUGHOUSE (ou duplo xadrez - é jogado por duplas de jogadores, utilizando-se dois tabuleiros. Cada jogador da dupla utiliza uma cor de peças. As peças capturadas por um jogador são passadas à sua dupla. Em sua vez de jogar, o enxadrista deve efetuar um lance ou colocar uma peça recebida em uma casa vazia).

É simples, sem efeitos, mas para jogar xadrez ele é ótimo. Além disso ele é fácil de usar e ainda não encontrei nenhum bug.

Alguns Screen Shots (para ampliar clique nas imagens):

Local Chess Game (com o computador):


Chess Game em Local Network ou Internet:


Bughouse Game em Local Network ou Internet:


Para baixar: Aqui *Netblitz10.zip*

;D

Minha "Wish List" - Coisas que pretendo fazer na vida

- sábado, 25 de julho de 2009

Ao fazer essa lista, me deparei com uma série de perguntas. Acredito que todo mundo quando vai escrever algo assim tenha a mesma experiência.
É fácil listarmos as coisas que queremos comprar. É fácil lembrar das coisas que precisamos fazer, como ir a um médico ou dentista, por exemplo. Itens assim rapidinho povoam uma lista. Mas tentei pensar em algo que no momento parece impossível ou absurdo, mas que tenho muita vontade =D. Alguns (pouquíssimos) já fiz... outros foram ocultados... talvez não tenha lembrado de muitos, outros poderão acontecer mais de uma vez, provavelmente não conseguirei concretizar alguns, mas enfim! Essa lista pode sofrer acréscimos e itens poderão ser riscados (como já feitos) futuramente.
Isso não é um "tratado filosófico". Na verdade, o que torna estas metas diferentes é a intenção por detrás delas.

Segue a lista:

1. Criar um blog.
2. Dormir sob as estrelas.
3. Tocar uma instrumeto. [arranho no violino, quero treinar mais]
4. Visitar o Havaí.
5. Ver um fenômeno astronômico.
6. Aprender a nadar. [errr... não sei =(]
7. Doar mais do que posso.
8. Ir para a Disneylândia.
9. Escalar uma montanha.
10. Segurar um louva-deus.
11. Cantar solo em um local com muita gente. [sabe quando você tá cantando num local que todo mundo tá falando e de repente faz-se um silêncio fúnebre e a sua voz ecoa?]
12. Pular de bungee jump.
13. Visitar Paris.
14. Ver uma tempestade de raios no mar.
15. Aprender uma forma de arte sozinho. [é... aprendi a desenhar sozinha]
16. Ver por mim mesma que a Terra é redonda.
17. Desafiar a gravidade.

Conhecer as Sete Maravilhas do Mundo Atual:

18. A Muralha da China.
19. O Taj Mahal.
20. A cidade de Petra.
21. Machu-Picchu.
22. O Cristo Redentor.
23. O Coliseu.
24. A pirâmide maia Chichén-Itzá.

25. Aprender a andar de bicicleta.
26. Cultivar meus próprios vegetais.
27. Ver a Mona Lisa na França.
28. Dormir em um trem.
29. Participar de uma luta de travesseiros. [há tempos não faço isso...]
30. Construir um forte de neve.
31. Mergulhar e observar a vida marinha.
32. Se esconder em uma gôndola em Veneza.
33. Ver um eclipse total.
34. Fazer um cruzeiro.
35. Ver as Niagara Falls.
36. Aprender uma língua nova sozinha.
37. Ter dinheiro o bastante pra viver uma vida tranquila.
38. Ver a Torre de Pizza.
39. Escalar nas rochas.
40. Ver "David" de Michelangelo.
41. Cantar karaokê.
42. Ver um geiser em erupção.
43. Andar na praia à luz da lua.
44. Ter um retrato meu pintado.
45. Pescar.
46. Ver a Torre Eiffel em Paris.
47. Mergulhar ou fazer snorkel.
48. Beijar na chuva.
49. Brincar na lama.
50. Ir à um cinema drive-in.
51. Fazer artes marciais. [ainda tenho planos de conhecer outras...]
52. Visitar os Himalaias.
53. Ganhar flores sem motivo.
54. Doar sangue.
55. Pular de pára-quedas.
56. Salvar um brinquedo de infância. [meu ursinho azul, meu patinho e meu leão ;~~]
57. Comer caviar.
58. Passar um dia inteiro só jogando.
59. Fazer um quilt.
60. Ir ao Times Square.
61. Conhecer os Everglades.
62. Andar em uma motocicleta de corrida.
63. Ver Grand Cânion.
64. Caçar UFO's.
65. Comprar um carro zero.
66. Ser livre, plenamente.
67. Salvar a vida de alguém.
68. Jogar um pacote inteiro de M&M's na boca.
69. Participar de um clube do livro.
70. Ter um bebê.
71. Nadar no Great Salt Lake.
72. Ir ao Canal do Panamá.
73. Presenciar um fenômeno inexplicável.
74. Ir para um show de uma banda internacional que eu goste.
75. Montar um mini-cinema na casa que eu for morar.
76. Fazer cosplay.
77. Ir numa montanha russa.
78. Passar um dia inteiro deitada na cama.
79. Jogar Mentos numa Coca-Cola de 2 litros.
80. Aprender a usar alguma ferramenta 3D.
81. Comer um pacote de bis de uma só vez.
83. Fazer uma Tatuagem.
84. Ir em algum parque aquático.
85. Experimentar batata Pringles.
86. Ir no Alasca.
87. Passar trote.
88. Voar de balão.
89. Ver um arco-íris de lua (moonbow).
90. Mergulhar nas Ilhas Maldivas.
91. Subir de costa as escadas rolantes do Shopping.
92. Resolver o cubo mágico em 1 minuto.
93. Colecionar algo.
94. Ir a um casamento de alguém desconhecido esperar a hora do "fale agora ou cale-se para sempre" e gritar: Os noivos são irmãos! (e sair correndo!)
95. Ir ao Wacken Open Air.
96. Ir em algum Congresso/Seminário/Feira de jogos, de preferência a E3.
97. Me graduar em mais de um curso.
98. Patinar no gelo.
99. Fazer até o PHD.
100. Fazer um tele-transporte.

Sand Fantasy - Just Imagine

- sexta-feira, 24 de julho de 2009
Ilana Yahav tem renome mundial pelos seus trabalhos artísticos. Conheci o seu trabalho por acaso, navegando randomicamente pela rede e o achei surpreendetemente perfeito... Usando apenas as mãos e os dedos, Ilana desenha com areia sobre uma mesa de vidro. Uma câmera de vídeo é posicionada sobre esta mesa, onde ela cria paisagens/imagens. A imagem é instantaneamente projetada em uma grande tela ao som de música.

video


Para conhecer melhor o seu trabalho visite o site SandFantasy!

xD

Aeronáutica Brasileira divulga arquivos secretos sobre UFO's

- terça-feira, 21 de julho de 2009

A edição 2071, de 22 de julho de 2009, da Revista ISTO É, traz a matéria de capa especial intitulada "OVNIS – Os arquivos confidenciais da Aeronáutica sobre objetos voadores". Os arquivos revelados, conforme a reportagem do jornalista Rodrigo Cardoso, dizem respeito à década de 1970 e relata, entre eles, o caso da Operação Prato, que ocorreu na Amazônia há 30 anos. Conforme a reportagem, a Aeronáutica deverá divulgar arquivos relativos à década de 1980 nos próximos meses.
Para mim, que sou apenas uma curiosa a respeito do assunto, considero as informações relevantes, principalmente porque divulgam os fatos com farta documentação, desenhos, fotos, filmes, ilustrações sobre os arquivos existentes na Aeronáutica, que ainda são colocados em dúvidas.
Os objetos que emitem diferentes formas de luzes e cores ainda são contestados por muitos setores da sociedade, por considerá-los impossíveis ou improváveis. Mas se considerarmos o fato de que possivelmente existam civilizações mais avançadas espalhadas nos confins do universo, isso não seria impossível, pois se trata da possibilidade da existência de seres avançados anos-luz à nossa frente.
Essa "revelação" por parte da Aeronáutica, me faz perguntar o por quê de terem divulgados essas documentações somente agora.
A matéria, sem dúvida, motiva a desmistificação do fenômeno UFO.

Se você deseja ler esta revista, poderá baixá-la AQUI!



xD

40 anos! - Homem na Lua (20 de julho 1969)

- segunda-feira, 20 de julho de 2009

Hoje, estão se fazendo exatamente 40 anos desde o dia em que o primeiro homem pisou na Lua. Foi sem dúvida um grande marco histórico para toda a humanidade e como tal, eu não poderia deixar este dia passar em branco!
A principal missão realizada pela NASA foi a "Apollo 11" que transportava os primeiros seres humanos à Lua. Estavam à bordo: Neil Armstrong (à esquerda), Michael Collins (centro), e Buzz Aldrin (direita).




Esses, sem dúvida, foram verdadeiros sortudos! Embora a missão tenha sido desafiadora, eles devem ser considerados homens de sorte sim, pois o fato de serem os primeiros homens a desbravar a até então desconhecida superfície lunar e serem considerados heróis por toda a humanidade é um privilégio de poucos. Tirando as circunstâncias da Corrida Espacial da época (Guerra Fria - disputa entre a ex-URSS e EUA) e as especulações em torno deste feito, não podemos deixar de esquecer as palavras de Michael Collins (que permaneceu no módulo de comando, enquanto os outros dois tiravam o módulo lunar para a superfície da lua):

"Olhando para Terra a partir de uma grande distância...

Eu realmente acredito que, se os líderes políticos de todo o mundo pudessem ver seu planeta de uma distância de 100,000 milhas suas perspectivas poderiam ser fundamentalmente alteradas. As fronteiras seriam invisíveis, tudo isso seria de grande importância, argumentos ruidosos seriam silenciados. O pequeno globo continuaria a girar serenamente ignorando suas subdivisões, apresentando-se unificado e clamando por uma compreensão unificada, para tratamento igualitário. A Terra tem que ser como ela é: azul e branca, e não capitalista ou comunista, azul e branca, não ricos ou pobres, azul e branca, não invejoso ou invejado.

Pequena, brilhante, serena, azul e branca, frágil ".

Parabéns a humanidade pelo seu 40º aniversário de desembarque na Lua - quase 400.000 km de distância!
Que nossa mira seja um pouco maior (*Ao infinito e além*), sem deixar de cuidar do nosso planeta Terra e de nossa humanidade e fazer da ciência uma ciência de descobertas, pois "este é um pequeno passo para o homem, mas um gigantesco salto para a humanidade" (Neil Armstrong).


Quem disse que LEGO é só para crianças brincarem?

- quinta-feira, 16 de julho de 2009
Como falei de "LEGO" no meu último post, apresento a vocês o trabalho impressionante do artista Nathan Sawaya: Alguns artistas utilizam tinta, outros bronze, mas Nathan...

"You said good bye and I say cello" :



Mt. Rushmore Replica:


Pencil-Fun:



Solar System:



Pluto, The Black Cat:



Big Bear:



Rebirth of New Orleans:



T-Rex (Meu favorito):


*Clique nas imagens para ampliar*

É *tudo* feito com tijolinhos de LEGO! Para conhecer melhor esse trabalho, visite o site de Nathan Sawaya: The Art of the Brick. ^.^

Que semana...

- terça-feira, 14 de julho de 2009
Que semana cansativa! E de pensar que hoje ainda é terça...
Está sendo muito corrido: Trabalho - Trabalho - Prova - Prova - Projeto - Prova - Programar - Programar - Programar... É o temido Final de Período!

Esta é minha vida:

*scream*

=x

Okay... estou exagerando.

... Esta é minha vida:

*lol*

Eu costumava sentir como se eu precisasse de algum grande plano para o meu futuro, algo que fosse dado como os prazos estabelecidos para entrega de projetos, trabalhos, etc... e definir metas. Até que, finalmente, ocorreu em mim a idéia de que eu nunca vou ter tudo preparado e é certo que tenho que fazer cada coisa ao seu tempo, viver um dia de cada vez, enquanto trabalho duro no sentido de fazer cada dia o melhor e o mais aproveitável possível, ou seja, aproveitar melhor o que o dia presente dispõe (*carpe diem?*). Meio que "sem querer" estou de fato construindo esse futuro, organizando peça à peça desse Lego.

Hmmmm... Tenho quer pôr meu Lego em ordem...

A Princesa e o Dragão

- segunda-feira, 6 de julho de 2009

Certa vez um dragão aprisionou uma linda princesa em uma torre que fica em uma ilha, a única forma de se acessar esta ilha era através de uma ponte na qual o dragão ficava dia e noite de vigia.
Programadores foram contratados para resgatar a princesa:


O Programador Java:

Chega, encontra o dragão. Desenvolve um framework para aniquilamento de dragões em múltiplas camadas. Escreve vários artigos sobre o framework, mas não mata o dragão.


O Programador .NET:

Chega, olha a idéia do Javanês e a copia, tenta matar o dragão, mas é comido pelo réptil.


O Programador C:

Chega, olha para o dragão com olhar de desprezo, puxa seu canivete minúsculo extremamente leve e simples, degola o dragão. Encontra a princesa, mas a ignora para ver os últimos checkins no CVS do Kernel do Linux.


O Programador C++:

Cria um canivete básico e vai juntando funcionalidades até ter uma espada complexa avassaladora, mas que apenas ele consegue entender ... Mata o dragão, mas trava no meio da ponte por causa dos Memory Leaks.


O Programador COBOL:

Chega, olha o dragão, pensa que tá velho demais para conseguir matar um bicho daquele tamanho e pegar a princesa e, então, vai embora de volta ao seu mundinho.


O Programador Pascal:

Se prepara durante 10 anos para criar um sistema de aniquilamento de dragão... Chegando lá descobre que o programa só aceita lagartixas no máximo médias como entrada.


O Programador VB:

Monta uma arma de destruição de dragões a partir de vários componentes, parte pra atacar o dragão e, na hora H, descobre que a espada só funciona durante noites chuvosas, e deve ser reiniciada a cada golpe para voltar a funcionar, só não sabe o porquê disso...


O Programador PL/SQL:

Coleta dados de outros matadores de dragão, cria tabelas com N relacionamentos de complexidade ternária, dados em 3 dimensões, OLAP, demora 15 anos para processar a informação.


O Programador Ruby:

Chega com uma baita fama, falando que é o melhor faz tudo, quando vai enfrentar o dragão ao invés de ir pros finalmente, mostra um videozinho dele matando um dragão... O dragão come ele de tédio.


O Programador Smalltalk:

Chega, analisa o dragão e a princesa, vira as costas e vai embora, pois eles são muito inferiores.


O Programador shell:

Cria uma arma poderosa para matar os dragões, mas, na hora H, não se lembra como usá-la.


O Programador shell(2):

O cara chega no dragão com um scr1p7 de 2 linhas que mata, corta, stripa, empala, pica em pedacinhos e empalha o bicho, mas na hora que ele roda, o scr1p7 aumenta, engorda, enfurece e coloca álcool no fogo do dragão.


O Programador ASSEMBLY:

Acha que está fazendo o mais certo e enxuto, porém troca um A por D, mata a princesa e transa com o dragão.


O Programador Fortran:

Chega, desenvolve uma solução com 45000 linhas de codigo, mata o dragão vai ao encontro da princesa... Mas esta o chama de tiuzinho e sai correndo atrás do programador Java que era elegante e ficou rico.


O Programador FOX PRO:

Desenvolve um sistema para matar o dragão, por fora é bonitinho e funciona, mas por dentro está tudo remendado. Quando ele vai executar o aniquilador de dragões descobre que esqueceu de indexar os DBF's.


O Programador CLIPPER:

Monta uma rotina que carrega um array de codeblocks para insultar o dragão, cantar a princesa, carregar a espada para memória, moer o dragão, limpar a sujeira, derramar leite condensado com morangos na princesa, transar com a princesa, tomar banho, ligar o carro, colocar gasolina e voltar pra casa. Na hora de rodar recebe um "Bound Error: Array Access" e o dragão o come com farinha.


O Programador CLIPPER(2):

Enquanto outros programadores estão ocupados distraindo o dragão, o programador Clipper entra de fininho no castelo carregando suas armas... Ao chegar no quarto da princesa, ela tem uma crise de riso:
- HAHAHAHA! Você ainda usa uma CLAVA! HAHAHAHAHA... Cadê a tua armadura??? HUAHAHAHAHAHAHAHA! Qual é o tamanho máximo desse teu DBF? HAHAHAHA.
O programador Clipper sai deprimido do castelo e voluntariamente se entrega para o dragão... Ao morrer, lembra com orgulho dos bons tempos, quando uma Clava bem torneada matava qualquer dinossauro...


O Programador Python:

Abre uma faquinha do canivete e mata o dragão numa punhalada só. Mas aí descobre que no canivete tinha armas mais legais ainda, e fica eternamente ressucitando o dragão pra matá-lo de diferentes formas, se esquecendo assim da princesa.


O Programador BASIC:

Desenvolve uma ferramenta para matar dragões. Só que quando vai usar, descobre que a ferramenta só funciona pra matar dragões de muletas com mais de 30 anos e o dragão come ele no jantar.


O Programador PHP:

Desenvolve em alguns minutos uma lâmina perfeita, afiada e funcional. Escolhe uma bonita textura para o cabo, e outra bonita textura para a armadura. Escreve um CSS com o alinhamento exato dos golpes necessários para matar o dragão. Corre para matar o dragão, mas, chegando lá, descobre que as texturas que escolheu para o cabo da espada e para a armadura não combinam com dragão e nem com o vestido da princesa. Volta pra frente do micro e perde algumas horas para produzir texturas melhores no photoshop. Volta majestoso para matar o dragão, uma cena bonita mesmo, todas as cores em equilíbrio. A princesa sorri, por ser salva por um herói tão bem alinhado, o dragão sorri também, pois quando o programador tenta o primeiro golpe, descobre que fez o CSS dos golpes para IE e não para o MOZILLA. Resultado: Churrasquinho de programador...


O Programador HTML:

404 Error. The Page Was Not Found.


O MARIO (Que tinha um livro de LISP no armário):

Atendendo o chamado de um grande amigo, Mario tira o seu poderoso livro de Lisp completo e total do armário e começa a desenvolver... Abre um parênteses para começar o programa, outros 15 parênteses para iniciar a lógica da espada, com apenas 70 parênteses e um pouco de código conseguiu implementar uma armadura otimizada. Tentou sair de casa para desafiar o dragão, mas um parênteses estava bloqueando a porta. Tentou sair pela janela, mas ao abri-la a sua única vista era uma tela azul do décimo terceiro andar...
Mario definhou em sua casa, perdido entre parênteses estúpidos, sem nunca colocar seu código em produção... Uma triste história que o dragão leu no obituário local...


O Consultor:

Chega, faz uma analise da situação, entrevista os usuários e depois de 2 anos de trabalho entrega um relatório de 500.000 páginas onde fica claro que para pegar a princesa é preciso matar o dragão. Vai embora rico sem nem chegar perto do bicho.


O Analista de Processos:

Chega ao dragão com duas toneladas de documentação desenvolvida sobre o processo de se matar um dragão genérico, desenvolve um fluxograma super complexo para libertar a princesa e se casar com ela, convence o dragão que aquilo vai ser bom pra ele e que não será doloroso. Ao executar o processo ele estima o esforço e o tamanho do estrago que isso vai causar e então compra 2 bombas nucleares, 45 canhões, 1 porta aviões, contrata 300 homens armados até os dentes, quando na verdade necessitaria apenas da espada que estava na sua mão o tempo todo, mas que não sabe mais usar, por ter praticado pouco e ter estudado muito as métricas de engenharia de software...

(Adaptado - Autor Desconhecido)

...e a princesa? =x

Back to Home Back to Top